terça-feira, 4 de março de 2014

Paulo Bento descarta utilizar Ronaldo sozinho no ataque.


Cristiano Ronaldo (foto ASF)
Paulo Bento descarta apostar em Cristiano Ronaldo como referência mais ofensiva da Seleção Nacional, por considerar que o capitão da equipa das quinas é mais útil noutras zonas do campo.

«Não temos tido a opção de colocar Ronaldo como ponta de lança de início, jogando com um único homem na frente de ataque. Não acho que seja a melhor opção tendo em conta as características dele. Em determinados momentos do jogo e em função do resultado e da estratégia já o colocámos a jogar sozinho na frente, como sucedeu nos jogos com a Suécia e a Rússia. A outra possibilidade é jogar com Ronaldo e outro homem na frente. Temos tempo para pensar. Sozinho na frente não jogará», esclareceu.

Hugo Almeida e Hélder Postiga, habituais apostas de Paulo Bento para a frente de ataque, estão lesionados.

No caso do avançado da Lazio, não é certa a sua disponibilidade para integrar a convocatória final para o Campeonato do Mundo.

«Os departamentos médicos estão em contacto. Neste momento, Postiga está com um problema. Estamos a ver como evolui e depois veremos se pode competir da melhor maneira possível, para poder ser opção. Ainda falta tempo até à convocatória final. A decisão será tomada em função do seu estado físico», explicou Paulo Bento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário