quinta-feira, 11 de setembro de 2014

COMUNICADO OFICIAL

A Federação Portuguesa de Futebol comunica que hoje, 11 de setembro, termina o vínculo contratual de Paulo Bento com a FPF e ao serviço das Seleções.

Esta foi uma decisão tomada conjuntamente entre a Direção da FPF e Paulo Bento.

Agradecemos tudo o que Paulo Bento fez pela nossa Seleção, nomeadamente pelo apuramento de Portugal para o EURO 2012 e para o Mundial 2014.

A FPF já esta a trabalhar numa solução estruturada para dirigir as nossas Seleções e que será conhecida em breve.

Mais uma vez obrigado ao treinador Paulo Bento.

domingo, 7 de setembro de 2014

«É difícil virar a página porque estão sempre a falar do Mundial» - Pepe.

Após a estreia negativa de Portugal no arranque da campanha para o Euro 2016, os jogadores da equipa das Quinas que falaram à comunicação social defenderam uma ideia quase unânime. «Há que levantar a cabeça», dizem eles. 

Com a performance no Mundial do Brasil ainda fresca na memória, essa foi uma das perguntas mais frequentes. Sobre o assunto, Pepe considerou que «é difícil virar a página, porque todos os meios estão sempre a falar» disso. 

Numa análise ao jogo frente à Albânia, Pepe sublinhou que o adversário «esteve cerca de 70 a 80 minutos a defender», conseguindo concretizar na única e derradeira oportunidade que tiveram. Neste sentido, reconheceu que «faltou sorte» a Portugal. «Nós lutámos, nós fizemos de tudo», lamentou o defesa que representa as cores dos merengues. 

«Foi um resultado muito negativo» - Nani.

Depois da prestação aquém das expectativas no Mundial, Portugal começou da pior maneira a fase de apuramento rumo ao Euro 2016.

«Sim foi um resultado muito negativo para nós. Começámos mal a competição. Mas temos que levantar a cabeça, porque ainda há muitos jogos pela frente», salientou Nani.

Mas o que fazer para limpar a imagem deixada no Brasil? Segundo o jogador do Sporting, a única solução agora passa pela qualificação para o Europeu:

«Temos que nos qualificar para o Europeu e fazer muito melhor do que temos vindo a fazer. Mas é fundamental que a equipa agora ganhe confiança para os próximos jogos.»

«Colocar já tudo em causa não me parece o melhor caminho» - Paulo Bento.

O selecionador nacional considerou injusta a derrota frente à Albânia no arranque da fase de qualificação para o Euro-2016, lamentando sobretudo as muitas oportunidades falhadas. Sobre a contestação de que foi alvo no final da partida, Paulo Bento diz que não é altura de colocar já tudo em causa.

«O jogo não nos correu bem em termos de resultado. Na primeira parte tivemos oportunidades, tivemos o jogo completamente controlado, mesmo que nos últimos 20 minutos não tenhamos estado tão bem. Na segunda parte entrámos bem novamente, mas acabámos por sofrer um golo na única oportunidade do adversário, numa altura em que estávamos em inferioridade numérica. Foi um resultado injusto, mas a eficácia é preponderante num jogo destes, em que somos considerados favoritos», referiu Paulo Bento, na habitual flash interview.

No final da partida, o público presente no Municipal de Aveiro prestou enorme assobiadela à Seleção, sendo até avistados lenços brancos: «São situações naturais no futebol quando os resultados não acontecem. Temos de respeitar e continuar o nosso caminho, sabendo que esta primeira jornada não nos correu de feição.»

«Se no final da primeira jornada colocamos já tudo em causa não me parece que seja o melhor caminho», finalizou.

«Nem pensávamos num empate» - Moutinho.

João Moutinho escusou-se a abordar a fase de `renovação´ da Seleção, considerando que Paulo Bento sabe o que faz.

«Renovação? São vocês [jornalistas] que impõem essa palavra. Estes são os jogadores que o mister entendeu chamar», afirmou o médio do Mónaco.

Sobre o azedume provocado pela derrota, Moutinho confessou: «Infelizmente, não saímos daqui com o que queríamos. Antes disto, nem pensávamos num empate... E, afinal, saímos daqui com uma derrota.»

«Não pode haver mais desculpas» - Moutinho.

Portugal começou da pior maneira possível a jornada de qualificação rumo ao Euro 2016, tendo sofrido uma derrota, por 1-0, em casa. 

«Não conseguimos ganhar mas tivemos oportunidades. A Albânia teve apenas uma e concretizou logo. Mas nós tentámos, corremos e fomos mais inteligentes. Só que não conseguimos», afirmou João Moutinho aos jornalistas.

Para o jogador português, o imporante agora é levantar a cabeça e preparar os próximos jogos. «Nenhum jogo é facil, mas a verdade é que não pode haver mais desculpas. Portugal não pode perder mais nenhum jogo», declarou de forma perentória. 

Portugal perde com a Albânia em Aveiro (0-1).

Entrada completamente em falso na fase de qualificação para o Euro-2016. A Seleção Nacional foi derrotada pela Albânia, por 0-1, em Aveiro. Um golo de Bekim Balaj, aos 52 minutos, castigou a fraca exibição dos comandados de Paulo Bento, que acabou por ver lenços brancos por parte do público presente.

sábado, 6 de setembro de 2014

Coentrão é a principal dúvida para defrontar a Albânia

A presença de Fábio Coentrão no onze da Seleção Nacional frente à Albânia deverá ser esclarecido no treino deste sábado, que irá decorrer às 17 horas.

Coentrão sofreu uma contusão e não esteve presente no último treino, pelo que estará em dúvida para o primeiro jogo de qualificação para o Euro-2016.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

William Carvalho coloca dupla com Adrien nas mãos de Paulo Bento.


Habituado a partilhar o meio-campo com Adrien Silva no Sporting, William Carvalho diz que caberá a Paulo Bento decidir se os dois leões poderão jogar juntos na Seleção Nacional.

«Não me cabe responder se a chamada de Adrien era merecida, mas ele tem feito um grande trabalho no Sporting. Temos rotinas, jogamos juntos no clube mas cabe ao mister Paulo Bento escolher se vamos jogar juntos ou não», disse o médio.

«Se Paulo Bento mudou, não reparei» - William Carvalho.

William Carvalho diz não ter vislumbrado qualquer alteração em Paulo Bento em relação ao Mundial do Brasil.

«Se mudou, não reparei. Sinto o mister igual ao que foi no Mundial», disse o médio do Sporting no lançamento do jogo com a Albânia, puxando a fita atrás para reconhecer erros na competição disputada em Terras de Vera Cruz.

«Sabemos que ficámos um bocado aquém do valor da equipa. Temos de olhar para o passado para retificar os nossos erros e estar melhor no presente. Temos de dar uma resposta melhor do que no Mundial, todos sabemos isso e temos uma grande ambição para dar uma grande resposta no domingo», afiançou.

A nível pessoal, William Carvalho diz ter «a mesma ambição desde o primeiro dia» em que envergou a camisola das quinas.

«Para jogar um minuto ou ser titular», vincou.

«Temos muitos jovens com valor» - André Gomes.

Os sucessos das camadas jovens permitem olhar para o futuro da Seleção Nacional com otimismo. Esta é a opinião de André Gomes, que vê jogadores com valor a saírem da formação.

«Há grandes jogadores a aparecer. Nas camadas jovens temos feito grandes campanhas. Os sub-21 estão bem e todos os jovens estão à espera de uma oportunidade para representar a Seleção ao mais alto nível. (...) Devemos apostar mais novos jovens, temos muitos com valor. Jogar fora do País dá-nos mais experiência e isso é bom para a Seleção», disse em conferência de imprensa, reconhecendo que é difícil para os jovens imporem-se na equipa principal:

«Claro que é difícil, temos grandes jogadores. Os mais jovens têm de trabalhar bastante para ter uma oportunidade.»

Questionado se o facto de jogar no estrangeiro pode facilitar a chamada à Seleção, André Gomes, que no verão trocou o Benfica pelo Valência, atirou: 

«Sou um sortudo por ter mudado de clube e acabei por ter esta oportunidade. Mas, independentemente do clube onde estamos, é importante continuar a trabalhar para sermos vistos. Somos chamados pelo fruto do nosso trabalho e isso é um incentivo.»