domingo, 17 de junho de 2018

CANDIDATOS AO MELHOR GOLO DO MUNDIAL COM PORTUGAL NA LUTA (VÍDEO)


O Mundial-2018 ainda mal começou, mas a verdade é que já aconteceram grandes golos. As emoções do futebol têm estado ao rubro.

Cheryshev foi uma das figuras do Rússia-Arábia Saudita. O avançado russo saiu do banco aos 24 minutos para marcar dois golos aos sauditas e ser considerado pela FIFA, o melhor jogador em campo. O jogador russo contribuiu  para a goleada dos anfitriões (5-0) e, num dos golos que marcou, até fez lembrar Ricardo Quaresma.

Uma trivela do outro mundo aos 90+1 minutos de jogo.


O segundo golo surgiu no encontro entre  Portugal e Espanha, que terminou empatado a três bolas. Nacho deixou Rui Patrício com poucas hipóteses de defesa, depois de um pontapé fortíssimo por parte do lateral do Real Madrid.

Veja o golo que resultou no 3-2 para a Espanha.


Como já deve calcular o melhor está guardado para o fim. O 'míssil' do nosso Cristiano Ronaldo.


Lembre-se de um golo que colocou, mais uma vez, o craque português nas bocas do mundo!

Cristiano Ronaldo's third (hat-trick) goal against Spain in with Malayalam commentary. ENJOY!

LEMBRANÇAS DO EURO 2016

Domingo 10 Julho 2016  - 
Stade de France (FRA) (Saint-Denis - Paris) - 
75868 Torcedores
Euro 2016 - Final  
Rodada 7 - Mark Clattenburg (ENG)


1-0Pro.
109 ÈDER
0-0















«SEM CRISTIANO ERA MAIS DIFÍCIL»


Adrien Silva assumiu que sem o contributo de Cristiano Ronaldo seria mais difícil a Portugal ir mais longe no Mundial.


«Era mais difícil, como é óbvio. Prefiro tê-lo na equipa, do que do outro lado. Mas não é o caso. Ele está connosco e muito bem e espero que continue», referiu em conferência de imprensa, assumindo a defesa de CR7 como o melhor futebolista de todos os tempos:


- É a nossa opinião e todas as pessoas veem o que é notório.  É um exemplo do que é para nós diariamente, não só nos jogos, nos golos que faz, no comportamento que tem e na liderança como nosso capitão. Para mim, é motivo de grande orgulho poder partilhar o balneário com ele. Como é óbvio é o melhor do mundo.


Convidado a comparar a liderança de Ronaldo na Seleção portuguesa com a de Messi na Argentina, Adrien atirou: «Não há comparações possíveis. Para nós só existe um líder que está connosco e com o que estamos preocupados. Com que ele faça o seu melhor, como tem vindo a fazer, e esperamos que nos possa ajudar como tem vindo a fazer.»


Revelou ainda que, após o hat trick que valeu o empate (3-3) frente a Espanha, Ronaldo não falou «dos seus êxitos, pois quer é que a equipa ganhe»: «Entrou no balneário e cumprimentou toda a gente pelo grande trabalho feito nesse jogo. E nós cumprimentámo-lo, como é óbvio, por mais três golos. Foi mais uma grande ajuda que nos deu. A equipa também trabalhou para ele. Isso é que mais importante, Portugal seguir com esta união para os próximos jogos.»


O médio do Leicester destacou ainda a importância do selecionador Fernando Santos:


- É muito exigente connosco para podermos evoluir. Desde que chegou, a Seleção manteve essa evolução e os resultados que temos vindo a ter. Faz com que a equipa nunca esteja satisfeita com o que tem e faz-nos evoluir cada vez mais.

OPERAÇÃO MARROCOS A TODO O GÁS


A Seleção Nacional realizou este domingo o segundo treino de preparação para o jogo de quarta-feira com Marrocos, referente à segunda jornada do Grupo B do Mundial.

Desta feita, Fernando Santos já contou com todos os 23 convocados, isto depois de ontem os titulares frente a Espanha se terem limitado a cumprir trabalho de recuperação no ginásio.

Portugal está assim na máxima força para o duelo com a seleção marroquina, num jogo onde não são esperadas facilidades, conforme referiu Adrien Silva antes do treino em Kratovo.

«Não interessa nome das seleções, já percebemos que não há jogos fáceis. Noutros grupos, vimos alguns favoritos com dificuldades para passar os adversários. Estamos preparados para defrontar uma equipa que não sofreu golos no apuramento, e isso mostra as dificuldades que vamos encontrar», referiu.

«SPORTING NÃO É TEMA DE CONVERSA»


Adrien Silva assegurou que as rescisões de William Carvalho, Gelson Martins e Bruno Fernandes pelo Sporting, e a crise instalada no clube de Alvalade, não são tema de conversa no seio da Seleção Nacional nem afetam o trabalho da equipa das Quinas.


«Eles mostraram que estavam em perfeitas condições para jogar, isso viu-se durante o jogo. Isso nem é motivo de conversa. Eles estão bem e estamos todos dentro desses parâmetros. Tenho a certeza que eles vão fazer um grande torneio», referiu o médio em conferência de imprensa.

sábado, 16 de junho de 2018

TITULARES EM RECUPERAÇÃO


De regresso a Kratovo após o empate com Espanha (3-3), em Sóchi, a Seleção Nacional voltou aos relvados para começar a preparar o segundo jogo do Mundial-2018 frente a Marrocos, na próxima quarta-feira.

Cristiano Ronaldo, herói de Portugal ao apontar os três golos da equipa das Quinas, não foi visto no campo de treinos, tendo cumprido apenas trabalho de recuperação no ginásio junto dos restantes titulares no duelo ibérico.

Já Ricardo Quaresma, João Mário e André Silva, que foram apostas de Fernando Santos durante o jogo, estiveram no relvado para participar numa sessão de treino ligeira dominada por exercícios com bola.

MARCELO REBELO DE SOUSA: «TER O MELHOR DO MUNDO FEZ TODA A DIFERENÇA»


Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se muito satisfeito com a exibição da Seleção Nacional no jogo de estreia do Campeonato do Mundo. O Presidente da República, que acompanhou o encontro em Lisboa, desfez-se em elogios a Cristiano Ronaldo.

"Tinha dito que desejava que Portugal ganhasse mas que era possível o empate. Faz uma grande diferença ter o melhor jogador do Mundo, fez uma diferença brutal. É muito importante para o moral da equipa.
Não digo que tenha levado a equipa às costas, a equipa jogou bem e a Espanha joga muito. Sabíamos que é uma das três melhores seleções do Mundo. Tivemos, a meu ver, sorte no segundo golo e azar no terceiro golo espanhol. Mas ter o melhor do Mundo fez a diferença, ele fez um milagre que será muito motivador para para resto do campeonato."

"Se jogarmos acima um pouco daquilo que jogámos hoje, e com Ronaldo assim, podemos ir até onde não imaginaremos."

«AINDA BEM QUE O MELHOR DO MUNDO É PORTUGUÊS»


Cristiano Ronaldo foi o grande fator de desequilíbrio no empate da Seleção com a Espanha (3-3), num jogo a contar para a primeira jornada do Grupo B do Mundial-2018. O nome do capitão foi um assunto incontornável da conferência de imprensa de Fernando Santos.


«Ainda bem que o melhor do mundo é português. Ter o melhor do mundo é sempre bom e isso é para nós e para o Real Madrid, ele faz a diferença. Por isso espero que continue a marcar golos no Mundial do Qatar, em 2022», começou por explicar.


A introdução de Gonçalo Guedes no onze, ao lado de Cristiano, acabou por ser uma das nuances de Portugal quando comparado com a fase de qualificação.


«O Guedes e o Ronaldo complementam-se. E colocamos o Gonçalo para explorar a capacidade ofensiva e para ajudar no meio-campo e manter a superior numérica naquela zona. Acho que ele ofensivamente esteve bem e teve duas boas chances para fazer o golo. Na defesa teve mais dificuldades, mas trabalhou muito. É o equivalente do Nani no Euro-2016», explicou.


O jogo entre Portugal e Espanha teve dois lances polémicos que originaram dois primeiros golos do jogo. No tento inaugural da Seleção, Nacho Fernández fez falta sobre Cristiano Ronaldo dentro da área. O empate para Espanha ficou marcado por uma suposta falta de Diego Costa sobre Pepe que não foi assinalada.


«Para mim os dois lances não têm polémica nenhuma. No primeiro há um toque do defesa espanhol sobre o Cristiano. No segundo há uma falta claríssima sobre o Pepe que acaba por não ser assinalada. É daqueles lances que depois vão ser avaliados pelos árbitros quando terminar esta fase de grupo», concluiu.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

«ESPANHA É DE HIERRO… MAS CRISTIANO É DE AÇO»






Cristiano Ronaldo ocupa todas as manchetes nos sites do país vizinho depois dos três golos apontados frente a Espanha (3-3), no primeiro jogo de Portugal no Grupo B do Campeonato do Mundo.

A edição digital do jornal Marca destaca o desempenho do capitão da equipas das Quinas, mas não esquece a polémica mudança no comando técnico da seleção espanhol dias antes do início da prova, com a saída de Julen Lopetegui e a entrada de Fernando Hierro: «Espanha é de Hierro (ferro)… mas Cristiano é de aço»

O jornal AS é mais conciso: «Cristiano vale por três!»

A imprensa catalã também se rende ao jogador do Real Madrid. «Espanha não passa de um empate frente a um grande Cristiano Ronaldo», escreve o Sport. «Hat-trick de Cristiano frustra vitória de Espanha», refere o Mundo Deportivo.

Na Argentina, à falta de melhores palavras, o Olé dispara em manchete: «Que pedaço de Cristiano, Joder!»

«Cristiano todo-poderoso: amargou a Espanha em partida inesquecível», lê-se no TyCSports.

MOURINHO: «HÁ JOGADORES QUE NASCERAM PARA OS JOGOS ESPECIAIS»


Também José Mourinho, técnico português do Manchester United, deu largas aos elogios a Cristiano Ronaldo, após o hat-trick do avançado do Real Madrid diante da Espanha, em Sóchi.

«Há jogadores para alguns jogos, há jogadores para todos os jogos e há jogadores que nasceram para os jogos especiais. E estes últimos são os predestinados», afirmou Mourinho, em declarações ao canal russo RT.

EMPATE FRENTE À ESPANHA E VÃO 10 ANOS SEM VENCER NA ESTREIA


O empate frente à Espanha (3-3) no jogo inaugural do Mundial-2018, significou que Portugal não vence há 10 anos no primeiro jogo de uma grande competição. A última vitória data do Europeu-2008, quando Portugal bateu a Turquia por 2-0.

Desde então, Portugal somou quatro empates e duas derrotas. Em 2010, a estreia no Mundial da África do Sul ficou marcada por um 0-0 frente à Costa do Marfim. Depois seguiram-se duas derrotas seguidas frente à Alemanha. A primeira no Campeonato da Europa em 2012 (1-0) e a segunda no Mundial-2014 (4-0).

A caminhada vitoriosa no Euro-2016 começou com um empate frente à Islândia (1-1); a estreia na Taça das Confederações ficou marcada por um empate com o México e por último a entrada no Campeonato do Mundo de 2018 com um empate frente a Espanha (3-3).