sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Não deverá haver surpresas nos titulares.


No dia do anúncio da convocatória para a dupla jornada final no caminho para o Mundial do Brasil, Paulo Bento tinha sérias dúvidas em relação à utilização de alguns jogadores.

Fábio Coentrão era, talvez, a maior de todas elas. Com entorse no pé esquerdo, o habitual defesa esquerdo da Seleção tornava-se na maior interrogação para enfrentar os suecos. João Pereira mereceu igual reparo por parte do selecionador, embora a recuperação do jogador do Valência estivesse já em fase adiantada e tudo levava a crer que a sua utilização não estivesse muito ameaçada. E Raúl Meireles, que não joga desde final de setembro por lesão.

Com a evolução dos treinos em Óbidos, porém, todos os jogadores acabaram por ficar disponíveis, pelo que Paulo Bento deverá decidir alinhar precisamente com a equipa que mais minutos teve na fase de qualificação. Aquela que é apresentada no topo da página. Rui Patrício e Moutinho foram totalistas - 10 jogos, 900 minutos -, e todos os outros que os seguem representam precisamente a equipa base usada por Paulo Bento.

O que quer dizer que para tão decisivo encontro - o primeiro de dois -, o selecionador deverá tomar a decisão de apostar nos maiores intérpretes das suas rotinas, algo que no futebol acaba por ser um dos trunfos do sucesso.

Onze provável de Portugal: Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Bruno Alves e Fábio Coentrão; João Moutinho, Miguel Veloso e Raul Meireles; Nani, Hélder Postiga e Cristiano Ronaldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário