quinta-feira, 6 de outubro de 2011

O Seleccionador Nacional sublinha que apenas a vitória interessa a Portugal no jogo de sexta-feira com a Islândia

Paciência e tranquilidade.

O Seleccionador Nacional, Paulo Bento, sublinhou esta quinta-feira, que Portugal pretende vencer "sem pressas e sem urgências" o jogo com a Islândia, do Grupo H de apuramento para o Euro2012, sexta-feira, no Estádio do Dragão, no Porto.


"De há quatro jogos a esta parte que estamos habituados a gerir o apuramento e este é mais um desafio que estamos obrigados a ganhar", disse o responsável técnico luso em conferência de imprensa, no Vale do Garrão, Algarve.


Paulo Bento foi claro: "A forma como queremos abordar o jogo é a de quem necessita ganhar, tal como nos jogos anteriores, pois só nos serve um resultado". "A nossa intenção é dominar a Islândia, criar uma forte dinâmica ofensiva, não permitir que o adversário use das suas melhores armas e agregar a tudo isso paciência e tranquilidade, sabendo que temos 90 minutos para ganhar o jogo", resumiu o técnico.


Sobre os islandeses, acredita que farão da organização defensiva a sua principal arma: "Teremos de ter a paciência suficiente para desmontar essa organização". "Esta semana foi toda preparada a pensar nesse jogo e nunca no que vem a seguir", disse Paulo Bento, que alertou: "É importante pensar que esta equipa, apesar de só ter quatro pontos, contra a Noruega e Dinamarca perdeu por margens mínimas, em casa e fora".


O Seleccionador não revelou quem será o titular na lateral esquerda, lugar habitualmente ocupada pelo lesionado Fábio Coentrão (Real Madrid): "Os jogadores serão os primeiros a saber quem alinhará de início". Sobre a hipótese Miguel Veloso, o treinador não excluiu a possibilidade de vir a optar pelo jogador do Génova: "Dá-me sempre garantias a médio centro ou como defesa esquerdo, mas há factores e interesses da equipa que se sobrepõem aos nossos interesses pessoais".


No meio campo reside outra dúvida, relacionada com a opção por Ruben Micael ou por Carlos Martins, ao que o técnico garantiu: "Os dois estão à vontade e identificados com a nossa forma de jogar. Amanhã decidiremos".


Paulo Bento garantiu, ainda, que Cristiano Ronaldo está completamente operacional, apesar de não ter participado nos dois primeiros treinos do estágio.


Paulo Bento comentou ainda o facto do ex-árbitro Mark Batta ser o observador do juiz da partida no "Dragão": "Tenho a certeza que o árbitro não se deixará influenciar por isso". Mark Batta "entrou" na história do futebol português devido à "expulsão exagerada” de Rui Costa no jogo contra a Alemanha, que foi “determinante para o empate” que afastou a turma das “quinas” do Mundial de 1998, recordou o Seleccionador Nacional.


Portugal joga de sexta-feira, no Estádio do Dragão (21:00), contra a Islândia, encontro que será dirigido pelo holandês Hendrikus Bas Nijhuis.


A seguir, a Equipa das Quinas desloca-se a Copenhaga, onde defrontará a Dinamarca, no dia 11, (terça-feira, 20:15), no último encontro da fase de qualificação para a competição organizada pela Polónia e Ucrânia.


O Grupo H é liderado por Portugal, Dinamarca e Noruega (mais um jogo), todos com 13 pontos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário