sexta-feira, 27 de maio de 2011

Silvestre Varela garante que a nossa Selecção tem muita vontade de vencer

De corpo e alma.

Silvestre Varela disse, esta sexta-feira, que os jogadores estão “de corpo e alma” na Selecção Nacional - Clube Portugal, garantindo que, caso jogue ao seu nível, Portugal poderá ganhar à Noruega, na qualificação para o Euro2012.


“Só temos de nos preocupar connosco. Sabemos que temos uma equipa de grande qualidade. Se estivermos ao nosso nível, podemos ganhar”, referiu.


Antes do treino da Equipa das Quinas no Estádio Nacional, Varela garantiu que a equipa tem “um estado de espírito alegre, com muita vontade de vencer”, afiançando que os jogadores estão todos “de corpo e alma”.


Apesar de estar no final da temporada, Varela considerou que “o cansaço é psicológico”, que “é sempre bom terminar em primeiro lugar” e que a equipa tentará atingir “os objectivos o mais rápido possível”. Em relação à abordagem do encontro disse: “A perspectiva para o jogo é tentar ganhar e conseguir o objectivo de chegar ao primeiro lugar. Qualquer jogo é importante para Portugal, queremos vencer todos os jogos”.


No primeiro jogo, na Noruega, Portugal perdeu por 1-0, mas o jogador do FC Porto diz que “não há jogos iguais” e que “o grupo está tranquilo e sabe o que tem de fazer frente” ao conjunto nórdico. Varela não esconde o desejo de representar a Camisola das Quinas. “Para mim é um orgulho para estar na Selecção. Trabalho todos os dias para isso. Tenho de respeitar as opções do treinador”, referiu.


O encontro entre Portugal e a Noruega, do Grupo H da fase de qualificação para o Europeu de 2012, realiza-se a 4 de Junho, no Estádio da Luz, em Lisboa. Os bilhetes encontram-se disponíveis no site oficial da FPF para o público em geral e nas bilheteiras do Estádio da Luz. (clique aqui para adquirir o seu ingresso).


Após quatro jogos, a formação nórdica lidera a classificação com 10 pontos, contra sete de Portugal, outros tantos da Dinamarca, dois do Chipre e um da Islândia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário