quinta-feira, 12 de junho de 2014

Ronaldo abraça adepta que invadiu relvado

15H50 - Jogadores recolhem aos balneários.

15H46 - Centenas de adeptos ainda permanecem no  estádio. Pepe despe a camisola e atira-a para a bancada.

15H45 - Hélder Postiga: «Estamos muito contentes pelo carinho recebido".

15H41 - Adepta entra em lágrimas em campo e é abraçada por Cristiano Ronaldo. "Consegui, consegui", diz.

15H34 - Cristiano Ronaldo garante que está "a cem por cento".

15H33 - Cristiano Ronaldo, sentado no banco, brinca com a situação que envolveu a entrada da adepta no relvado. "Tem o meu nome tatuado no braço? Isso não vi. Se saltou a barreira é porque está bem fisicamente".

15H27 - Ronaldo dá autógrafos. Ambiente impressionante.

15H26 - Jogadores da Seleção Nacional atiram camisolas para as bancadas. Quando Ronaldo se aproxima é a loucura.

15h23 - O treino já foi retomado.

15h22 - A adepta é retirada do estádio depois de ainda dar algumas entrevistas.

15H20 - Adepta invade o relvado para abraçar Ronaldo mas é impedida de o fazer pela segurança.

A Seleção faz uma mini-peladinha na qual não participa Ruben Amorim, que esteve a trabalhar  na companhia do fisioterapeuta.

14h55 -Humberto Coelho garante que Coentrão voltará em breve aos treinos.

14H51 -Fábio Coentrão não está no estádio com a equipa. Ficou no hotel por causa de um traumatismo na anca direita sem gravidade.

14H40: Cristiano Ronaldo não apresenta qualquer proteção no joelho esquerdo pela primeira vez desde que integrou os trabalhos da seleção.

14h37 - No relvado estão cerca de 250 jornalistas. Um autêntico batalhão que prova a importância mediática deste primeiro treino de Portugal em solo brasileiro.

- Antes do treino, a equipa perfilou-se no centro do relvado com uma faixa a dizer "Obrigado Campinas".

14H30 - A equipa portuguesa já está em campo a iniciar o treino. Grita-se por Ronaldo e cada vez que o capitão toca na bola ouvem-se gritos como se de uma estrela da música ou do cinema se tratasse, em especial do público feminino.

A Seleção Nacional chegou ao ao Estádio Moisés Lucarelli, onde vai decorrer o 1.º treino em Campinas, às 14 horas, para grande entusiasmo dos adeptos, que desde cedo se encontram no local. 

As portas abriram com muito antecipação para evitar que surgissem problemas e nas bancadas logo se ouviu gritar: "Ronaldo, Ronaldo".

O estádio, propriedade da Ponte Preta, vai receber 10 mil pessoas, que há muito reservaram o seu lugar para não perderem o treino de Portugal em Campinas. Será, aliás, a assistência recorde de treinos abertos dos finalistas do Mundial'2014.

A lotação do estádio é de 19 mil lugares mas por razões de segurança a FIFA não autorizou o acesso a tanta gente.

As ruas em redor do estádio foram fechadas também cedo, com a segurança a só deixar passar quem apresentasse credencial.

O treino da Seleção Nacional está a ser também um bom motivo de negócios para os comerciantes locais e até para os arrumadores de carros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário