domingo, 5 de janeiro de 2014

EUSÉBIO É PORTUGAL


Eusébio é Portugal
A inesperada morte do “pantera negra” está a emocionar o País. São muitas as manifestações de pesar, que se estendem aos mais diversos cantos do mundo.

A morte de Eusébio da Silva Ferreira, figura maior do desporto português, está a causar uma enorme onda de comoção que varre o País, mas também o Mundo, rendido à memória de um dos maiores futebolistas de todos os tempos.

Da política, ao desporto, passando pelas mais diversas áreas da sociedade, diferentes personalidades têm manifestado publicamente – através dos “media” ou das redes sociais” – o seu sentimento de perda perante o desaparecimento de Eusébio.

Do mais alto magistrado da nação chegou a constatação de que Portugal perdeu esta madrugada “um dos seus filhos mais queridos: Eusébio da Silva Ferreira”. Numa mensagem dirigida ao País, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, afirmou que a melhor maneira de homenagear Eusébio “é seguir o seu exemplo”, recordando a forma como o antigo futebolista trabalhou e lutou para alcançar tantas vitórias e caracterizando-o como “um desportista de exceção, dos melhores do mundo, que tantas glórias trouxe a Portugal”.

Também o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, fez questão de se associar a este momento de dor, lembrando Eusébio como “um génio do futebol”. “Foi um exemplo de humildade, um atleta de excelência e um homem generoso e solidário. Eusébio foi para todos os adeptos do desporto, bem como para todos os Portugueses, um exemplo de profissionalismo, de determinação e de devoção às cores nacionais e do Sport Lisboa e Benfica”, prosseguiu, registando que o “King” soube “com o seu talento, a sua dedicação e o seu carisma representar todo o povo português na vontade de romper o isolamento e de se afirmar no mundo”.

Os antigos Presidentes da República, Mário Soares e Jorge Sampaio, sublinharam a relevância da figura de Eusébio na história de Portugal, que vai muito além dos limites dos relvados.

A surpresa e consternação pela perda de Eusébio foi, ainda, vincada por dois dos mais carismáticos jogadores da história da nossa Seleção. O capitão da Equipa das Quinas, Cristiano Ronaldo, prestou a sua homenagem através da sua página oficial no Facebook: “Sempre eterno Eusébio, descansa em paz”, enquanto Luís Figo, no Twitter, escreveu: “The King!!! Grande perda para todos nós! O mais grande!!”.
Os dois atletas encabeçam uma lista infindável de outros jogadores, no ativo ou já retirados, portugueses e estrangeiros, para quem a morte de Eusébio tocou de forma particular, bem como muitos clubes (o Real Madrid revelou que usará fumos negros no seu próximo jogo na Liga Espanhola) e federações internacionais.

Basta, aliás, consultar as versões on-line dos mais importantes jornais desportivos, ou não, internacionais para se perceber a dimensão que tomou a notícia da morte de Eusébio.
Os líderes dos organismos que regem o futebol mundial e europeu, Joseph Blatter e Michel Platini, não têm dúvidas em eleger o “pantera negra” como uma figura de excelência da modalidade. “O futebol perdeu uma lenda. Mas o lugar de Eusébio entre os grandes nunca lhe será tirado”, escreveu Blatter na sua conta da rede social twitter, acrescentando que “era um embaixador do futebol e da FIFA” e que “vai fazer muita falta”.

Já Platini revela que o futebol “perdeu um dos seus melhores jogadores de sempre”. “Em campo, Eusébio era uma verdadeira lenda, ao serviço de Portugal e do Benfica. Mas também fora dele, era um verdadeiro embaixador do futebol português a nível internacional. Era mais do que um futebolista. Homem bom e afável, Eusébio será recordado com carinho”, completou.
Relevante foi, ainda, a declaração de outro dos maiores jogadores do planeta de todos os tempos. “Na minha opinião, Eusébio sempre será o melhor jogador de todos os tempos”, disse Alfredo Di Stéfano, o maior símbolo do Real Madrid. Da capital espanhola chegou, também, uma declaração de José Mourinho: “Mais do que uma das grandes figuras do futebol português, Eusébio era Portugal. Uma pessoa importantíssima, um dos grandes símbolos de Portugal, tal como Amália. É imortal. Não podemos deixar perder o significado que Eusébio tem hoje para as gerações futuras”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário