domingo, 14 de outubro de 2012


João Moutinho aponta à vitória diante da Irlanda do Norte.
Com a vitória na mente. 

O médio da Selecção Nacional, João Moutinho, garantiu este domingo, que Portugal só admite “vencer” a Irlanda do Norte na terça-feira no Estádio do Dragão, considerando-o o único resultado válido para que a Equipa das Quinas mantenha forte a aspiração de ser apurar o Campeonato do Mundo Brasil 2014. 

“Na Rússia, sofremos uma derrota que não esperávamos. Mas isso não torna as coisas impossíveis ou muito mais difíceis. Torna-as complicadas porque perdemos um jogo que não esperávamos, mas temos ainda vários jogos e a Rússia ainda vem cá. Temos de defrontar outras selecções sobre as quais somos teoricamente favoritos, mas temos de mostrar em campo que somos melhores. A começar frente à Irlanda do Norte”, vincou João Moutinho. 

O médio que poderá cumprir a sua 53ª internacionalização no jogo do “Dragão” salientou que frente a uma selecção teoricamente mais frágil só os três pontos interessam, para que Portugal não se desvie do trilho do apuramento. 

“É mais um desafio importante. Estamos focados para dar o nosso melhor. Começar a trabalhar da melhor maneira para preparar esse jogo e, como em todos, entrar para vencer. É o nosso grande objetivo”, frisou. Moutinho assegurou que o adversário está mais do que analisado, tratando-se de um oponente com “jogadores muito fortes fisicamente” e que prometem “criar imensas dificuldades no jogo direto”. 

O triunfo implica marcar golos, tarefa que João Moutinho espera ver dificultada por uma Irlanda do Norte empenhada em travar a desejada avalanche ofensiva lusa. 

“Depois do que temos feito, qualquer selecção vai ter mais cautelas defensivas connosco. Temos dos melhores do Mundo na frente, criamos muitas oportunidades. Estas equipas defendem mais, mas temos de encontrar soluções e marcar golos, pois sem eles não há vitória”, referiu. Se o resultado importa, satisfazer o público é outro dos objetivos da Equipa das Quinas, embora nunca colocando em causa a meta pontual.

“Este é mais um jogo em que vamos manter o perfil desde que Paulo Bento entrou. Fazer o nosso futebol. Mesmo que as coisas não estejam a correr da melhor maneira, acreditamos. Conseguimos chegar à vitória na maior parte dos jogos. Vamos continuar a dar o nosso melhor e fazer bom futebol para que as pessoas que vierem ao estádio saiam satisfeitas. Vamos tentar conciliar as duas coisas”, prometeu. 

Cristiano Ronaldo poderá cumprir o jogo 100 com a camisola da selecção principal e João Moutinho acredita que o “capitão” luso “tem tudo para bater todos os recordes”, pois entende que o companheiro “é o melhor do Mundo e vai continuar a mostrá-lo em todos os jogos”. 

João Moutinho acredita que o habitual apoio dos portugueses à Selecção Nacional se justifica pelo que esta tem vindo a fazer “ao longo do trajeto de Paulo Bento. Temos conseguido bons jogos e vitórias, essenciais para as pessoas acreditarem. Acreditam em nós e continuam a apoiar. De certeza que, com o estádio cheio, vão apoiar do primeiro ao último minuto para nos motivaram e conseguirmos um bom resultado no ‘Dragão’. É o que estamos à espera. Agradeço às pessoas que encherem o estádio. Espero que venham ajudar a Selecção”, disse. 

A derrota na Rússia é passado e já foi analisada pelo grupo, que entende não ter feito um “mau jogo” em Moscovo - ainda assim, Moutinho entende que Portugal “não esteve no seu melhor no início” e acabou por ser surpreendido com a “entrada forte da Rússia”. 

“Depois, pusemos a Rússia a jogar 80 minutos no seu campo. Só que não conseguimos concretizar em golo as oportunidades. Agora, o mais importante é ganhar os três pontos com a Irlanda do Norte, pois ainda vai haver vários jogos”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário