quarta-feira, 20 de junho de 2012


Nuno Gomes remata e Casillas nada pode fazer (foto ASF)
Há oito anos, Nuno Gomes eliminava Espanha.


Faz hoje precisamente oito anos que a Seleção Nacional eliminou a Espanha do Campeonato da Europa de 2004, naquela que haveria de ser a última derrota de nuestros hermanos em fases finais desta competição.


Foi um dia histórico para Portugal que catapultou a equipa lusa para a final do Euro que, recorde-se, havia de ser ganha pela Grécia.


Mas voltando a 20 de junho de 2004, era um jogo de mata-mata e quem vencesse seguia para a fase seguinte. Numa partida emocionante, valeu o instinto de Nuno Gomes que, vindo do banco (substituiu Pauleta), apontou o único golo da partida, aos 57 minutos. O golo que fez explodir Portugal e mandou mais cedo para casa a Espanha. Um dia histórico que o avançado jamais esquecerá.


Onze de Portugal a 20 de junho de 2004


Ricardo; Miguel, Jorge Andrade, Ricardo Carvalho e Nuno Valente; Costinha, Maniche e Deco; Luís Figo (Petit, 78), Pauleta (Nuno Gomes, int.) e Cristiano Ronaldo (Fernando Couto, 85).

Nenhum comentário:

Postar um comentário