terça-feira, 22 de maio de 2012


Raul Meireles promete muito trabalho.
“Perseguir o sonho”.

A Selecção Nacional regressou ao trabalho esta terça-feira para cumprir mais um treino, o primeiro no Campo de Treinos de Praia d’El Rey.
Beto integrou pela primeira vez os trabalhos da Selecção, no segundo dia do estágio de preparação para o Euro 2012, João Pereira não treinou, enquanto os médios Custódio e Carlos Martins realizaram trabalho de recuperação.


O guarda-redes do Cluj, que se sagrou recentemente campeão romeno, foi o último dos 23 “eleitos” a chegar à concentração, mas já realizou trabalho específico para a posição juntamente com Rui Patrício e Eduardo, sob o comando do técnico Ricardo Peres.


Após o treino, na Conferência de Imprensa que decorreu no Centro de Estágio de Óbidos, Raul Meireles afirmou que é possível vencer o Europeu 2012 e garantiu que, independentemente de ser considerada favorita, a Equipa das Quinas vai dar o melhor porque “tudo pode acontecer”.


“É com esse objectivo que trabalhamos, é com esse objectivo que estamos aqui, acreditamos sempre que é possível ir o mais longe possível”, afirmou o jogador do Chelsea, que venceu recentemente a Liga dos Campeões e, por isso, foi felicitado por toda a comitiva lusa.


Mesmo que Portugal não seja considerado favorito à vitória na competição, que vai ser disputada na Polónia e na Ucrânia, o médio garantiu, que a formação lusa está focada em conseguir um bom desempenho e perseguir “o sonho de qualquer português”.


“Toda a gente sabe que existem selecções com grande valor, o nosso é o chamado ‘grupo da morte’ com seleções fortíssimas, mas nós também temos o nosso valor e vamos tentar dar o nosso melhor para ir o mais longe possível. Surpresa ou não, queremos fazer um bom Europeu”, frisou.
Meireles disse concordar com o “capitão” da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo, que apontou Holanda, Alemanha e Espanha como as grandes favoritas, mas rejeitou que isso influencie o resultado final.


“Dentro do campo não há favoritos, dentro de campo há os mesmos jogadores para cada lado. No futebol não há certezas, tudo pode acontecer e a questão está em trabalhar e encarar cada jogo como uma final”, referiu Meireles que, com 128 internacionalizações em todas as selecções, reconheceu como “importante” a existência de um “núcleo duro” de jogadores que se conhecem “há bastantes anos”.


Além do triunfo na “Champions”, Meireles trouxe também uma mensagem do companheiro de equipa Bosingwa: “Desejou-me a melhor sorte do Mundo e disse que vai estar a torcer por nós, como português que é”.
Apesar da extensão da temporada, o médio do Chelsea assegurou estar em boa condição física, acrescentando que encontrou o grupo com “muita vontade de sucesso”.


Após o cancelamento do treino vespertino, a seleção portuguesa volta a treinar na quarta-feira, às 10h00, numa sessão cujos primeiros 15 minutos serão abertos à Comunicação Social, no campo de treinos da unidade hoteleira da Praia d’El Rey, que será antecedida de uma Roda de Imprensa com um dos convocados de Paulo Bento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário