sábado, 5 de maio de 2012

Paulo Bento até 2014.


O Presidente da FPF, Fernando Gomes, e o Seleccionador Nacional, Paulo Bento, selaram união até 2014.
O Seleccionador Nacional, Paulo Bento, considerou esta sexta-feira que a sua continuidade no cargo, após ter renovado o seu vínculo até 2014, não era uma questão de “exigência”, mas de “convicção” e revelou estar “muito satisfeito”.


“Não era uma questão de exigência, mas de convicção, e de pensar que é o melhor para a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), para mim, e para o grupo de trabalho. Era a melhor solução, que a situação estivesse resolvida antes desta competição (Euro 2012)”, disse Paulo Bento.


O Seleccionador revelou que a sua continuidade foi sempre a sua “única prioridade”, tendo ficado muito satisfeito com a renovação, mas justificou que se o prolongamento de contrato não tivesse acontecido “iria com a mesma tranquilidade, ambição e profissionalismo” ao Europeu da Polónia e Ucrânia.


“Agora, não posso negar os sentimentos. De estar extremamente satisfeito, orgulhoso, por continuar ao serviço da FPF e estar a liderar a seleção, poder realizar um grande Europeu e a levar a uma fase final de um Mundial”, considerou.


Paulo Bento disse ainda ter sido uma “questão fácil de resolver” e que, não obstante a aposta na estabilidade e continuidade, o “foco” está na competição que está a chegar”: o Europeu a disputar entre 8 de Junho e 1 de Julho.


“Temos o nosso foco, nesta altura, na competição que está a chegar, que muito trabalho nos deu para lá chegar e queremos competir ao mais alto nível no Europeu de 2012 e depois então, a partir daí, pensar na qualificação para o Mundial”, referiu.


O Presidente da FPF, Fernando Gomes, disse ter tido a possibilidade de aprofundar, após eleições, o conhecimento de Paulo Bento e da sua equipa técnica, e que de “uma forma muito fácil foi possível prolongar o compromisso”.


O dirigente incluiu nas conversas o Vice-Presidente Humberto Coelho e o Diretor João Vieira Pinto, num processo em que foi demonstrada a Paulo Bento a confiança para poder continuar a desenvolver um trabalho que leve a Equipa das Quinas ao Mundial 2014.


“Paulo Bento tem a coordenação da Selecção A, mas tem um papel interventivo em todas as questões do futebol. Tem dado o seu contributo numa perspetiva global, a função fundamental é de Seleccionador da equipa A e é essa a prioridade absoluta no desempenho e no seu trabalho”, explicou ainda Fernando Gomes.


O Presidente da FPF revelou ainda que o contrato de Paulo Bento é “basicamente o mesmo que tinha anteriormente” e no qual só se mudou “praticamente a data”.


Paulo Bento chegou à Selecção Nacional a 21 de Setembro de 2010, substituindo no cargo Carlos Queiroz, quando Portugal somava apenas um ponto em seis possíveis no início da qualificação para o Euro 2012.


No Euro 2012, Portugal, que integra o grupo B, terá como adversárias a Alemanha, a Dinamarca e a Holanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário