segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Há dois anos, Bruno Alves marcou o golo da vitória frente à Bósnia no Estádio da Luz
Máximo empenho.

O defesa central da Selecção Nacional, Bruno Alves, apelou este domingo à presença em massa dos adeptos portugueses no jogo de terça-feira diante da Bósnia-Herzegovina, da segunda mão do “play-off” de apuramento para o EURO 2012.


“Os adeptos são importantes para nós. Peço que nos apoiem neste jogo e que criem um ambiente difícil para o nosso adversário. Sabemos que este jogo vai ser difícil, mas trabalhamos para vencer. Na primeira mão, devido às condições do terreno, fizeram um futebol directo, mas neste jogo não o devem e vão apostar no contra-ataque. É uma equipa perigosa, mas estamos preparados para tudo”, alertou Bruno Alves.


Faz hoje precisamente dois anos que Portugal defrontou a Bósnia-Herzegovina no “play-off” de acesso ao Mundial 2010, na altura na primeira mão, tendo sido Bruno Alves a dar o triunfo, com um golo aos 31 minutos.


“Não há dois jogos iguais, mas gostava de voltar a marcar. Depois de um canto, o Deco ganhou uma bola, passou para o Nani. Eu acreditei que os bósnios iam perder a bola, fiquei na frente, apareci ao segundo poste e fiz o golo”, recordou.


No encontro de terça-feira, no Estádio da Luz, às 21:00, com arbitragem do alemão Wolfgang Stark, Bruno Alves poderá fazer dupla com Pepe, jogador que classifica de “classe mundial”.


“Todos os jogadores que cá estão têm condições para jogar. Pepe é um jogador de classe mundial e é sempre bom quando não sofremos golos. Nos treinos trabalhamos para isso. Não sofrer golos e marcar”, rematou.


No treino da manhã, Beto sofreu um estiramento no adutor da perna direita e será sujeito a exames pela equipa médica da Selecção Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário