segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Paulo Bento quer levar a Selecção até ao EURO 2012
Determinação e tranquilidade.

Paulo Bento mostrou-se hoje convicto de que Portugal vai garantir, frente à Bósnia-Herzegovina, um lugar no Europeu de 2012, mas, "independentemente do resultado", ficará sempre de "consciência tranquila".


"Estamos convencidos e convictos de que vamos lá estar (Euro 2012) e que nos preparámos da melhor maneira possível para este ‘play-off’. Independentemente do resultado, no final serei a pessoa com a consciência mais tranquila, mas estou convencido de que o resultado será bom", afirmou.


O Seleccionador Nacional, que falava na conferência de imprensa de antevisão da segunda “mão” do “play-off”, preferiu tirar o "peso dos ombros" dos jogadores lusos.


“Se alguém tem que estar pressionado sou eu e não os jogadores. Depois do jogo, vou continuar casado, vou continuar a ter duas filhas, não vai mudar nada. Se estivermos no Euro 2012, a responsabilidade é dos jogadores. Se não conseguirmos a qualificação, a responsabilidade é minha", frisou.


Paulo Bento sublinhou ainda o "orgulho e satisfação" que tem em ser Seleccionador Nacional e negou que o encontro frente à Bósnia-Herzegovina seja "de vida ou de morte".


"Sou famoso também por isso, pela questão da tranquilidade. Em 20 anos como jogador e oito como treinador, nunca pensei em algum momento num jogo de vida ou de morte. É um objectivo, nada mais", disse o técnico, lembrando que assumiu o cargo de Seleccionador com o único propósito de alcançar a fase final do Euro 2012.


Apesar do empate a zero alcançado em Zenica, Paulo Bento continua a considerar que cada selecção têm 50 por cento de possibilidades de se qualificar para o Euro2012 e desvalorizou as palavras do Seleccionador bósnio, Safet Sucic, que "atirou" o favoritismo para a equipa lusa.
"É natural que diga isso pelas presenças que Portugal tem tido ultimamente em fases finais, mas do passado vivem os museus", argumentou o treinador português.


Paulo Bento garantiu que Portugal vai subir ao relvado do Estádio da Luz "para ganhar" e que irá apresentar a mesma "postura e atitude" que teve no encontro da primeira “mão”, em Zenica.


"Só nos serve ganhar, queremos ganhar e jogaremos para ganhar. No final queremos uma equipa feliz, uma Selecção feliz e um país feliz", concluiu.
O encontro de terça-feira está agendado para as 21h00, no Estádio da Luz, e será arbitrado pelo alemão Wolfgang Stark.

Nenhum comentário:

Postar um comentário