domingo, 12 de outubro de 2014

«Quem manda na seleção é o presidente» - Ronaldo.

O capitão da Seleção Nacional recusou a ideia de que tenha tido qualquer tipo de influência na saída do anterior selecionador. Diz que Paulo Bento é tema encerrado.

«Essas situações passam-me ao lado. Prefiro ficar com as coisas positivas dos treinadores que tive ao longo da minha carreira, desde o início da carreira profissional com mister Boloni até agora com Carlo Ancelotti e Fernando Santos. Tiro sempre boas ilações dos treinadores, aprendo sempre com eles. No futebol, há ciclos e o dele (Paulo Bento) terminou com muita pena nossa. Teve de haver uma mudança e, quem manda na seleção, que eu saiba, nestes 11 anos que estou na seleção, é sempre o presidente que toma as decisões. Jamais um jogador ou grupo de jogadores influenciaria decisão de um corpo técnico ou do presidente. Essa situação deixa-me triste, desiludido», disse Cristiano Ronaldo em conferência de imprensa.

«Paulo Bento fez um excelente trabalho na Seleção, mudou a mentalidade de muitos jogadores mas o ciclo dele acabou. Estamos contentes com o mister Fernando Santos, trouxe novos métodos, novos jogadores e há que respeitar a experiência de cada treinador e o que acha ser o melhor para a Seleção», prosseguiu, recusando alongar-se em mais comentários sobre o antigo selecionador: «É tema encerrado.»

Ronaldo recusou ainda comentar as notícias sobre um alegado desentendimento com Tiago e Ricardo Carvalho, referindo que essas notícias têm como objetivo «criar mau ambiente na Seleção».

Nenhum comentário:

Postar um comentário