quarta-feira, 25 de junho de 2014

Pepe: «Não foi uma agressão»

Pepe lamentou esta quarta-feira não ter ajudado Portugal no jogo com os Estados Unidos, esclarecendo que a duração da suspensão imposta devido ao cartão vermelho frente à Alemanha prova que não agrediu Thomas Müller.

"O cartão vermelho direto é agressão que a FIFA pune com dois ou mais jogos. Eu fui suspenso por um, o que significa que não foi uma agressão", esclareceu o defesa-central, em conferência de imprensa. 

"Cabeça quente, jamais. Falhámos sim, mas nunca perdemos a cabeça. Têm falado de muita coisa, são vocês [jornalistas] que criam isto tudo. Sabemos da nossas capacidades, Portugal não era para estar nesta situação. Foi uma expulsão super-rigorosa, existiu um penálti a nosso favor que ficou por marcar e a expulsão do central da Alemanha, de que também não falaram", acrescentou.

"Fiquei triste por não ter ajudado os meus companheiros numa situação difícil frente aos Estados Unidos", reforçou, encerrando: "Portugal ainda tem uma oportunidade."

Nenhum comentário:

Postar um comentário