sábado, 28 de junho de 2014

Hugo Almeida: «Não fomos fortes para dar a volta por cima»

Hugo Almeida lamenta só ter podido "participar 5 minutos" nos jogos da Seleção Nacional no Mundial'2014, um campeonato para o qual seguiu "super bem física e psicologicamente". Em entrevista à TSF no dia em que a equipa das quinas chegou a Portugal, o avançado não escondeu a tristeza pela campanha curta dos Conquistadores no Brasil.

"É muito triste, não conseguimos os nossos objetivos. Participei simplesmente 5 minutos, porque uma lesão deixou-me fora dos jogos para ajudar Portugal. Senti-me super bem física e psicologicamente, mas é como tudo na vida: as coisas só acontecem quando têm de acontecer", afirmou.

E prosseguiu: "Não sei explicar ao certo o que aconteceu. Não fomos fortes para dar a volta por cima. O calor e a humidade não podem ser desculpa, mas foram uma desvantagem para nós. As coisas não correram como queríamos. O grupo encontrava-se muito bem, foi dos melhores grupos com os quais participei na seleção. Saímos de cabeça erguida".

Hugo Almeida preferiu não analisar a continuidade de Paulo Bento à frente da Seleção - "não me compete analisar", justificou - mas não lhe poupou elogios. "Gosto do mister e dos métodos que utiliza. É um treinador muito aberto com os jogadores, sempre pronto para ajudar e opinar".

A partir de setembro, arranca a fase de qualificação para o Euro'2016, competição na qual o avançado português espera ainda vir a ajudar.

"O meu grande objetivo imediato é resolver o futuro, saber para que clube vou, coisa que ainda não sei - neste momento não tenho contactos com ninguém. Sabendo que vou para um clube que me agrade, serei uma opção para ajudar a seleção".

Nenhum comentário:

Postar um comentário