segunda-feira, 2 de junho de 2014

«Deem alegrias aos portugueses», pede Cavaco Silva.

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, desejou, esta segunda-feira, sorte à Seleção Nacional para o Mundial-2014 no Brasil, e pediu aos jogadores para que tragam «alegrias e regozijos» aos portugueses.

«O apuramento para o Mundial não foi fácil, mas no momento certo realçou o talento e a fibra dos nossos jogadores. Agora vós sereis a embaixada de Portugal durante o Mundial», disse Cavaco Silva, numa receção à comitiva da Seleção Nacional, na sala dos embaixadores, no Palácio de Belém.

O chefe do Estado disse, ainda, que os portugueses «têm confiança e orgulho» em Portugal, sublinhando que os jogadores «são exemplo do talento e da fibra que os portugueses querem espalhar pelo mundo».

Apesar de a tarefa da Seleção não ser «fácil», Cavaco Silva mostrou-se confiante no trabalho produzido pelos escolhidos para representar Portugal no Brasil: «Vocês são referências e ídolos para os jovens portugueses. Projetam a imagem de que o sucesso requer trabalho, vontade, coragem e determinação. Nós temos noção do quanto vocês trabalham. Quero desejar a todos vós o maior sucesso no Brasil. Deem alegrias aos portugueses. À distância, todos os portugueses estão do vosso lado».

Cavaco Silva aproveitou, ainda, para felicitar a FPF pelo centenário, frisando a «aposta na formação desportiva, no aumento do número de praticantes e na igualdade do género», bem como o «reconhecimento internacional» de que tem sido alvo.

«Durante a visita à China ouvi as melhores referências ao futebol português e à Seleção. Os chineses vão acompanhar com muito interesse o desempenho da nossa seleção.»

No final do discurso, o Presidente da República ofereceu a bandeira de Portugal a Fernando Gomes, presidente da FPF, Paulo Bento, selecionador nacional e Cristiano Ronaldo, capitão da Seleção.

Já Fernando Gomes transmitiu «muita confiança» de que a Seleção irá «representar condignamente» o País.

O presidente da Federação ofereceu, depois, a Cavaco Silva a camisola de Portugal com o número 12 e uma gravata igual à da farda usada pelos jogadores.

O Presidente da República convidou, depois, a comitiva para um almoço, seguindo-se um momento de confraternização na varanda do Palácio de Belém.

Recorde-se que a Seleção Nacional parte, esta tarde, para os Estados Unidos, onde irá estagiar antes de seguir para o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário