segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

«Quero ficar na história como um dos melhores de sempre» - Cristiano Ronaldo.


Cristiano Ronaldo (foto AP)
Cristiano Ronaldo tentou conter as lágrimas, mas não conseguiu. Eleito pela segunda vez o melhor jogador do Mundo, o internacional português, emocionado, chorou no Palácio dos Congressos, em Zurique. «Não sou de ferro», justificou.

«Foram lágrimas de emoção, sinceras, de grande emoção em primeiro lugar por ver a minha mãe, a minha namorada, a minha família e todas as pessoas que tomam conta de mim. São momentos inesquecíveis», disse CR7 aos jornalistas.

«São momentos de grande pressão. Nenhum dos três sabia quem ia ganhar. É sempre complicado. Não queria chorar, mas não sou de ferro e não conseguir conter-me. Estou muito feliz», confidenciou.

«É um prémio partilhado com todos os que me ajudaram, tanto no Real Madrid como na Seleção. Quero agradecer aos selecionadores e capitães que votaram em mim. Dá-me motivação para trabalhar bem no futuro», prosseguiu CR7.

Primeiro português a vencer duas Bolas de Ouro, Cristiano Ronaldo diz ter alcançado «um feito importante». Porém, deixou claro que não pretende ficar por aqui:

«Quero ficar na história do Mundo e não de Portugal. Penso que já fazia parte da história, tendo ganho ou não este prémio. Quero escrever uma página bonita no futebol como um dos melhores de sempre. Estou no bom caminho».

Nenhum comentário:

Postar um comentário