terça-feira, 19 de novembro de 2013

«Demonstrei que estou presente e voltei a ajudar a Portugal» - Cristiano Ronaldo.


Cristiano Ronaldo (foto ASF)
«Eu estou aqui». A já célebre frase com que Cristiano Ronaldo celebra os golos que marca foi escutada três vezes no Friends Arena, em Estocolmo. O capitão da equipa das Quinas rejeita o estatuto de herói nacional e diz ter cumprido com a obrigação de ajudar a Seleção Nacional a carimbar a quarta presença consecutiva em Campeonatos do Mundo.

«Fiz o meu trabalho como tenho feito nos últimos tempos. Não tenho de dar resposta a ninguém. Tento dar sempre o meu melhor. Batalhámos, sofremos. É assim que as equipas grandes vão longe. Deixámos crescer um pouco a Suécia depois do empate, recuámos e sofremos o segundo. Faz parte do futebol, nunc a se sabe quem ganha. Por isso é que o futebol é brilhante. Fomos melhores nos dois jogos. Fomos os justos vencedores», sentenciou CR7, em declarações à RTP.

Os três golos em Estocolmo colocam o capitão da equipa das Quinas a par de Pauleta no topo da lista dos melhores marcadores da Seleção Nacional, com 47 tentos apontados.

«Os recordes são para ser batidos, mas não é a minha prioridade bater o recorde do Pauleta. Sabia que isso iria acontecer naturalmente. Estamos empatados mas estou focado em ajudar a Seleção. Demonstrei que estou presente e voltei a ajudar a Portugal», realçou Ronaldo.

«A equipa está de parabéns. Conseguimos o objetivo que pretendíamos. Agora é tempo desfrutar, descansar e regressar aos clubes de consciência tranquila e fazer uma grande época. Vamos formar uma grande Seleção e dar uma boa resposta no Mundial», atirou o capitão da seleção de todos nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário