quarta-feira, 4 de setembro de 2013

«Temos de travar Ronaldo», diz selecionador da Irlanda do Norte.


Jogadores como Cristiano Ronaldo são impossíveis de parar individualmente, considera o selecionador da Irlanda do Norte, Michael O’Neill, que apela ao espírito de equipa para travar o internacional português no importante jogo de sexta-feira, em Belfast.

A ideia de Michael O’Neill será toda a equipa estar embutida no mesmo espírito, ou seja, travar Cristiano Ronaldo, sem ter necessidade de designar um marcador individual para CR7. O empate obtido em outubro passado no Estádio do Dragão serve de exemplo.

«Se olharmos para o jogo no Porto, quando Ronaldo somou a 100.ª internacionalização, penso que toda a equipa trabalhou de forma fantástica», referiu o selecionador norte-irlandês: «É assim que temos de fazer novamente. Não acho que possa designar um único jogador para marcar Ronaldo.»

Michael O’Neill fez então forte apelo à organização e empenho de todos os jogadores, lembrando que a inspiração de CR7 poderá sempre causar danos: «Ele tem licença para jogar em todo o campo e, tal como fizemos no jogo no Porto, cabe-nos a nós, como equipa, tentar travá-lo. Por vezes, não se trata de o parar, mas sim limitar o seu espaço. Isso faz-se com boa organização e muito trabalho. Fizemos isso no Porto e vamos precisar do mesmo em Belfast. Temos sempre de ter todos os cuidados, pois quando um jogador como Ronaldo ganham espaço podem fazer estragos.»

Nenhum comentário:

Postar um comentário