quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Paulo Bento: "Derrota foi o melhor que nos aconteceu"

Paulo Bento, instado sobre o comportamento da equipa ao longo do jogo, destacou as oportunidades de golo na primeira metade e a falta de agressividade durante boa parte da partida.

"A única a ressalvar-se foi que conseguimos em alguns momentos criamos oportunidades de  finalização contra uma equipa como é aquele que é o Brasil. Há que melhorar a agressividade com que temos de jogar", começou por dizer em declarações à RTP, no final da partida, após a derrota com o Brasil em Boston, por 1-3.

"Não é preciso apenas estar bem posicionado. Não fomos agressivos em vários momentos. A segunda parte foi mais insipida e o jogo ficou basicamente resolvido na primeira parte", prosseguiu.

O selecionador nacional já pensa na partida de qualificação para o Mundial'2014, ante Israel, e acredita que a derrota esta quarta-feira poderá até ser benéfica.

"Nas derrotas aprendemos sempre. Se calhar foi a melhor coisa que nos aconteceu para o jogo de Israel. Não existiram condicionantes suficientes para justificar a falta de agressividade no primeiro tempo", disse, acrescentando que não irá montar a equipa para empatar apesar do empate bastar a Portugal para garantir o playoff de apuramento para o Mundial'2014.

"Para mim basta ganhar. Não preparo uma equipa para empatar. Teremos de fazer mais em termos de agressividade para o próximo jogo senão vamos passar dificuldades".

Nenhum comentário:

Postar um comentário