terça-feira, 13 de agosto de 2013

«Ausências não podem condicionar a competitividade da Seleção» - Paulo Bento


O selecionador nacional foi obrigado a fazer cinco alterações na convocatória inicial para a partida desta quarta-feira, diante da Holanda, mas salienta que não poderá haver condicionalismos na forma como a equipa se vai apresentar no Estádio do Algarve.

«Cinco alterações numa convocatória inicial tem sempre algum impacto, pois estamos a falar de jogadores que normalmente são preponderantes na equipa. De qualquer forma, isso não nos pode inibir de tentar fazer um bom jogo», afirmou Paulo Bento na habitual conferência de Imprensa de antevisão ao encontro com a Holanda. 

«A competitividade que devemos apresentar não poderá ser posta em causa pelas ausências. É isso que vamos incutir nos jogadores, que devem estar motivados por representar a Seleção Nacional e aproveitar a oportunidade que surge neste momento, mesmo que seja devido a problemas físicos de companheiros», prosseguiu o selecionador nacional, apontando um exemplo:
«Os jogadores devem ter em mente é o último jogo que a Seleção fez na Suíça diante da Croácia, também com muitas alterações, de forma séria e competitiva.»

Paulo Bento reiterou a ideia que o objetivo do jogo será retirar o máximo de coisas positivas para o que resta da fase de qualificação para o Mundial-2014, ciente, no entanto, do poderio do adversário: «A Holanda está praticamente apurada, venceu todos os jogos da fase de qualificação, por isso esperamos um jogo difícil, mas queremos impor a nossa forma de jogar e ganhar.»

Nenhum comentário:

Postar um comentário