segunda-feira, 4 de junho de 2012


António Bastos Lopes (foto ASF)
«É bom os alemães pensarem que nada valemos» diz Bastos Lopes.

António Bastos Lopes, antigo defesa-central do Benfica e da Seleção (que representou no Euro-1984, em França), não perde a confiança em Portugal pelo que viu nos últimos jogos de preparação antes do Europeu e do jogo de estreia, com a Alemanha, sábado, em Lviv (Ucrânia).


«Estou confiante, e espero que muita gente esteja, também. Não é por estes dois resultados menos bons que vamos deixar de acreditar no potencial desta equipa. E é bom que os alemães comecem a pensar que a gente não vale nada, para que possamos ainda fazer-lhes uma rasteirazinha», afirmou o antigo jogador e agora treinador, na Luz, à margem da apresentação de uma camisola que homenageia alguns dos mais famosos ex-jogadores da águia cujos bigodes marcaram épocas.


«Como português, tenho de estar confiante. Não são estes dois resultados menos bons, com a Macedónia e a Turquia, que vão fazer com que deixemos de acreditar na Seleção. Se Portugal, como outras equipas de topo fizeram, tivesse escolhido um adversário de menor gabarito, para sair de cá como vencedor, seria diferente. Gostei muito de Portugal nos primeiros 20 minutos, mas acredito que, neste momento, Portugal não esteja ainda preparado para jogar assim um jogo inteiro. Não é fácil: a pressão que estavam a fazer sobre os jogadores da Turquia foi enorme», recordou um dos irmãos Bastos Lopes que fizeram história na águia (o outro foi Alberto).


PRESERVAR INTEGRIDADE FÍSICA ANTES DA PROVA


«Há muita gente que só diz que os jogadores são profissionais e têm é de jogar, mas lembrem-se que, nesta altura, os atletas já tiveram épocas desgastantes e vão ter de fazer uma pré-época. Passei por isso em 1984, antes do Europeu de França. E sei que ninguém, nesta altura, se quer aleijar: querem aplicar-se e dar tudo, mas esse tudo às vezes não chega», concluiu António Bastos Lopes, esperançado numa boa prestação da equipa nacional orientada por Paulo Bento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário