terça-feira, 29 de maio de 2012


Luiz Felipe Scolari (foto ASF)
«Pinto da Costa tinha influência na Seleção» - Scolari.

Quatro anos depois de ter abandonado o comando da Seleção Nacional, Luiz Felipe Scolari abriu o livro e, em entrevista à RTP, relata episódios que, até agora, permaneciam na esfera privada da FPF, nomeadamente sobre a alegada influência de Pinto da Costa na equipa das quinas.


O treinador brasileiro dá agora a conhecer, por exemplo, os motivos que o levaram a prescindir de Vítor Baía, quando este representava o FC Porto.


«O presidente do FC Porto disse-me que ele não estaria nos planos do clube, que não jogaria e que estava em conflito com o treinador e com a Direção. A partir daí passei a olhar com outros olhos. Fiz as mesmas perguntas a pessoas que trabalhavam na Seleção antes de eu chegar e ouvi histórias sobre o balneário, comando e liderança e decidi que não iria convocá-lo», conta Scolari, sustentando que expor o assunto na opinião pública seria afrontar «um dos maiores dirigentes» do futebol português.


«Não interessava esclarecer, porque seria uma guerra que poderia ter com um dos maiores dirigentes, uma pessoa que tinha influência na Seleção, como era o presidente do FC Porto», indica.


«Todo o mundo sabe que ele [Pinto da Costa] tem grande influência. Pode opinar sobre jogadores, pode, numa conversa muito interessante com o presidente da Federeção, sugerir a ideia de jogar aqui ou ali», refere Scolari, adiantando que a relação com o líder do FC Porto normalizou depois de abandonar o cargo de selecionador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário