domingo, 27 de março de 2011

Paulo Bento considerou que Portugal está no bom caminho.

“No bom caminho”

O Selecionador Nacional, Paulo Bento, na Conferência de Imprensa após o jogo deste sábado, em Leira, diante do Chile, defendeu que Portugal está no “bom caminho.”


“Estamos no bom caminho, na qualidade de jogo, na mentalidade e na forma como estamos a abordar estes jogos particulares. Neste momento da época, estou extremamente satisfeito”, disse Paulo Bento.


Frente ao Chile, o Selecionador reconhece que Portugal foi superior no primeiro tempo, mas abrandou no segundo: “No final da primeira parte o resultado era injusto para o que tínhamos feito. Na segunda parte não tivemos tão bem, não fomos tão consistentes, mas acabámos por ser a equipa que mais quis ganhar”.


Paulo Bento comentou também a igualdade 1-1 entre Noruega e Dinamarca, igualmente no sábado, em jogo a contar para o Grupo H de apuramento para o Euro2012 – de que Portugal faz parte –, resultado que permite àEquipa das Quinas voltar a depender de si própria.


“Agrada-me acima de tudo a situação de nós passarmos a depender do nosso trabalho, só dos nossos resultados, para o primeiro objectivo que temos: chegar ao primeiro lugar do grupo, sabendo que neste momento o podemos fazer. Antes desta jornada não era possível. Este resultado acaba por nos levar a uma luta a três”.


A reacção do público, que se manifestou algum desagradado com a exibição e o empate de Portugal em Leiria, também mereceu a atenção do técnico. “É legítimo as pessoas ambicionarem sempre mais”, reconheceu Paulo Bento, lembrando que a vitória por 4-0 no jogo particular com a Espanha, campeã do Mundo, “criou uma euforia típica no povo português”, capaz de “ir muito rápido da euforia à depressão e do oito ao oitenta”.


Segundo Paulo Bento, “é bom que haja a sensação de que a equipa pode dar mais”, mas é igualmente necessário “ter em conta alguns aspcetos importantes”.


O técnico recordou que Portugal “conseguiu estar com a situação menos complicada” no apuramento e jogou com três equipas fortes, “uma que é campeã do Mundo [Espanha], outra já foi e que chegou aos quartos-de-final do Mundial [Argentina] e outra foi até aos oitavos [Chile]”.


“Jogámos com equipas bem preparadas e, nestes jogos todos [oficiais e particulares], Portugal jogou com a vontade de ganhar e não com a vontade de especular. É isso que me agrada”, frisou Paulo Bento.


Claudio Borghi satisfeito com empate
Por seu lado, Claudio Borghi, que se estreou no comando do Chile, ficou satisfeito com o empate e com a exibição da sua Selecção.


“Era uma partida muito importante para mim, por ser a estreia, e creio que foi uma boa estreia. Foi um jogo muito aberto, as duas equipas jogaram bem e de forma leal. Tínhamos muito respeito por Portugal, mas jogámos bem”, disse.


O jogo em Leiria marcou uma nova fase na seleção chilena, que está a preparar a participação na Copa América: “Não tivemos as oportunidades que queríamos, mas isso também se deve à qualidade do adversário. Portugal foi um bom teste para ver a que nível estamos para atacar a Copa América. Mas queremos melhorar”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário