quinta-feira, 18 de novembro de 2010


Noite de sonho para Portugal
A Seleção Nacional-Clube Portugal venceu a Espanha por 4-0 esta quarta-feira, em partida de carater particular disputada no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, em Lisboa, num jogo em que Hélder Postiga bisou e em que a selecção lusitana apresentou um futebol de elevada qualidade.


A jogar em casa, a formação comandada por Paulo Bento foi a primeira a criar perigo, ainda no primeiro minuto. Nani recolheu o esférico no lado direito, flectiu para o centro e rematou rasteiro, com o guarda-redes Iker Casillas a corresponder com uma excelente defesa, para canto.


A oportunidade de golo acabou por ser o mote para uma entrada forte por parte de Portugal, contudo, a selecção espanhola esteve perto do golo aos 11 minutos, por intermédio de Andrés Iniesta. O centrocampista do Barcelona ganhou posição de remate à entrada da área e disparou de pronto, com a bola a passar muito perto do alvo.


Aos 20 minutos, a equipa lusa voltou a criar muito perigo junto da baliza espanhola, após desmarcação de Hélder Postiga, descaído sob o lado direito. O avançado do Sporting conseguiu efectuar o remate mas Casillas voltou a aplicar-se, evitando males maiores para as suas redes.


À passagem da meia-hora os homens de Vicente Del Bosque desperdiçaram a melhor oportunidade de golo até à altura, numa fase em que tinham equilibrado o jogo. David Silva, isolado no coração da área, cabeceou com intenção mas o esférico saiu ao lado.


Aos 36 minutos Cristiano Ronaldo desenhou um lance de génio, deixando pelo caminho Gerrard Piqué, antes de picar a bola sobre Casillas. No entanto Nani cabeceou a bola para o fundo das redes, com o lance a ser invalidado por fora-de-jogo. No minuto seguinte, Piqué negou o golo a Carlos Martins em cima da linha de golo, numa fase em que Portugal voltava a tomar as rédeas do encontro.


A um minuto do intervalo a Equipa das Quinas conseguiu finalmente quebrar a resistência da "armada espanhola", na sequência de novo lance brilhante de Ronaldo. O extremo do Real Madrid CF fez o drible sobre Piqué, rematou de pronto e Casillas defendeu para a frente, com Carlos Martins a disparar de forma imparável.


No segundo tempo, Portugal entrou com o pé direito, tendo chegado ao 2-0 aos 48 minutos, na sequência de um ataque rápido. João Moutinho desmarcou-se pelo lado direito, cruzou para Postiga, que, de calcanhar, assinou um golo de belo efeito, com a bola a embater ainda em Sergio Ramos antes de entrar na baliza.


A turma das "quinas" aproveitou a vantagem para dar espectáculo, com lances de encher o olho, numa partida em que os campeões do Mundo sentiram grandes dificuldades para travar as investidas da selecção portuguesa, sempre rápida sobre a bola e a efectuar pressão em todo o terreno, mesmo após Paulo Bento ter efectuado algumas substituições ao intervalo – Rui Patrício rendeu Eduardo na baliza, no primeiro encontro do guardião do Sporting na selecção principal.


Os espanhóis tentaram naturalmente reagir à desvantagem, tendo criado alguns lances de apuro mas Portugal voltou a marcar, novamente por intermédio de Postiga. João Moutinho efectuou a assistência à entrada da área e o avançado leonino, perante Casillas, estabeleceu o 3-0, numa noite de gala para a equipa portuguesa. Já nos descontos o recém-entrado Hugo Almeida assinou o 4-0 final.


O encontro do Estádio da Luz visou a promoção da Candidatura Ibérica ao Campeonato do Mundo 2018/2022 e fez parte das comemorações do Centenário da República Portuguesa.



Nenhum comentário:

Postar um comentário