quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

O Presidente da CM Guimarães dá conta do entusiasmo com que a cidade se prepara para receber a Equipa das Quinas, no jogo de preparação com o Equador.

Guimarães com a Seleção


Em entrevista ao fpf.pt, António Magalhães sublinha a importância de a Seleção Nacional jogar na “cidade berço”, pela sexta vez no seu historial, ainda mais num ano em que Guimarães é a Cidade Europeia do Desporto e numa partida que tem um cariz solidário, com a doação de dois euros por bilhete vendido à Missão Sorriso. 

O edil vimaranense acredita que a cidade vai dar uma resposta à altura, encher o D. Afonso Henriques, e dar a sua contribuição para que os comandados de Paulo Bento entrem com o pé direito em 2013. 

fpf.pt: Guimarães volta a receber um jogo da Seleção A de Portugal. Que expetativas tem para esta partida? António Magalhães: Temos expetativas de que será um bom jogo de futebol, com elevada presença de público, com uma grande empatia da cidade com a Seleção Nacional, na linha de outros eventos marcantes, que será recordado como uma festa, golos, jogadas virtuosas, muita alegria na bancada, e uma jornada social de bom acolhimento de Guimarães aos mais altos responsáveis do futebol português. 

fpf.pt: A cidade tem demonstrado um grande dinamismo na área cultural e desportiva. Num ano em que Guimarães é a cidade europeia do Desporto, era fundamental conseguirem receber um jogo da equipa de todos nós? António Magalhães: Era importante. Em 2013 queremos afirmar Guimarães como a Cidade do Desporto, que os vimaranenses vivam o desporto em diferentes vertentes, na assistência a eventos marcantes, mas também com um aumento significativo e sustentado da prática desportiva. A presença da Seleção Nacional em Guimarães é um acontecimento raro, mas não inédito. Em sete décadas de Guimarães no primeiro patamar do futebol em Portugal, tivemos menos de dez jogos da Seleção principal. Era, por isso, importante que 2013 não passasse sem a Seleção regressar a Guimarães. 

fpf.pt: Que outros eventos estão já previstos para Guimarães ao longo dos próximos meses em termos desportivos? António Magalhães: É um calendário muito completo, mas do qual registamos só como exemplos o Fórum de Treinadores/Futsal com a presença de Paulo Bento e Luiz Felipe Scolari (fevereiro),o Festival Ibérico de Natação Sincronizada (fevereiro), o Torneio Internacional de Pólo Aquático (Março), o Campeonato Europeu de Boccia (Julho). No total, haverá competições em mais de 50 modalidades com a participação de 20 mil atletas. 

fpf.pt: Este é o primeiro jogo de 2013 para a Seleção A nacional, num ano decisivo para o apuramento para o Mundial do Brasil em 2014. Espera que a cidade seja um talismã para um ano de sucesso? António Magalhães: Todos estamos muito confiantes que, em 2013, a Seleção vai dar passos decisivos no apuramento para o Mundial 2014. Já nos habituámos à presença de Portugal em todos os Mundiais FIFA, mas o Mundial do Brasil vai ter um significado especial, por se realizar num território onde se fala português. Guimarães vive o desporto, e particularmente o futebol, com grande entusiasmo, e os vimaranenses vão querer estar e contribuir, no início desta etapa, para o nosso maior sucesso. 

fpf.pt: Uma parte da receita de bilheteira reverterá a favor da Missão Sorriso ajudando aqueles que mais precisam. Que repto deixa aos adeptos vimaranenses para se associarem a esta causa? António Magalhães: Pelos dados que já tenho, os adeptos vimaranenses e da região vão comparecer em grande número no Estádio. Irão porque gostam de futebol, porque ver ao vivo jogadores-referência em todo o Mundo não é comum, porque apoiam a Seleção, porque somos uma terra patriótica, temos um grande orgulho em Guimarães ter sido o Berço da Nação Portuguesa. Mas também somos solidários e, naturalmente, a informação de que parte da receita apoiará os mais necessitados, será mais um estímulo para que o Estádio registe uma das maiores presenças de público da sua história. 

Foto: Lusa/Hugo Delgado

Nenhum comentário:

Postar um comentário