domingo, 24 de junho de 2012


João Pereira (foto ASF)
«Temos de estar unidos e não cometer erros» - João Pereira.

João Pereira, lateral direito da Seleção Nacional, foi hoje o porta-voz da ambição portuguesa, na antevisão ao duelo com a Espanha, nas meias-finais do Campeonato da Europa.


Para o futuro defesa do Valência, o favoritismo é... repartido.


«Numa meia-final qualquer equipa pode vencer. Acho que há 50 por cento de hipótese para cada um», referiu João Pereira, desvalorizando os últimos resultados:


«Já no Mundial tivemos hipótese de ganhar, perdemos apenas pela margem mínima. Os 4-0 foram um jogo diferente, amigável, se calhar eles estavam mais descontraídos, algo que não vai acontecer desta vez. Começámos mal o Europeu mas temos vindo a melhorar e estamos confiantes. Espero que seja um grande jogo de futebol e que Portugal saia vencedor.»


Para chegar à vitória, defende João Pereira, o segredo estará na manutenção da identidade.


«Temos de continuar unidos, ser iguais a nós próprios. Não vamos mudar a nossa forma de jogar. Vamos tentar atacar, tendo o máximo de respeito pela Espanha», explica o defesa.


Para marcar golos, desta feita não vai haver Hélder Postiga. Para João Pereira, o substituto estará, seja quem for, à altura dos acontecimentos:


«Qualquer um deles pode substituir o Hélder. O Nélson Oliveira entrou sempre bem na fase de grupos, o Hugo Almeida também ainda não tinha sido utilizado e entrou com confiança diante da República Checa. É isso que esperamos, que todos tenham garra e ambição. É isso que torna o grupo mais forte.»


Do outro lado estará a campeã do Mundo e da Europa que, nesta competição, tem oscilado entre um avançado fixo e um ataque móvel, apoiado por seis médios. João Pereira diz que o mais importante é mesmo... a tática portuguesa:


«O melhor para nós? O melhor é conseguirmos pressioná-los bem e assumir o jogo. É complicado se eles tiverem seis médios, os nossos centrais ficam sem referências para marcar. Mas temos, principalmente, de nos preocupar connosco e não tanto com eles.»

Nenhum comentário:

Postar um comentário